top of page

Textos

Estes são alguns dos textos que escrevi ao longo dos anos. Para ler, deixe seu e-mail na caixa de texto para receber o link ou arquivo correspondente. Se quiser mais de um texto, entre em contato por e-mail aqui.

UFRJ
ppgdan logo.jpg

Arte Cruzando Fronteiras - Gerda Alexander e a Multiplicidade da Atuação Profissional em Eutonia

RESUMO - Esta dissertação de mestrado relaciona a formação e primeiras experiências profissionais de Gerda Alexander com a multiplicidade da atuação profissional em Eutonia. Através da pesquisa social qualitativa, a pesquisa histórico-biográfica apresenta a Rítmica de Dalcroze, as especificidades da formação pela escola de Otto Blensdorf, a perspectiva de Gerda Alexander sobre a dança moderna alemã, a certificação como professora de Rítmica, a cena artística em Berlim, as primeiras parcerias, empregadores e empregadoras nos países nórdicos, o trânsito nos anos 1930, o impacto da ascensão do nazismo em sua carreira, e por fim, a abertura da escola de formação para professores e professoras de Rítmica em Copenhague, abrangendo o período de 1908 a 1940. A pesquisa se orienta pelas referências indicadas por Gerda Alexander como forma de valorizar sua narrativa autobiográfica, numa atitude de “ouvir a mulher”, faz referência a teorias contemporâneas e do período em questão, contempla autores e autoras de origem europeia e brasileira, destaca os encontros dela com pesquisadoras e pesquisadores de diferentes campos do conhecimento, e se aprofunda em dois temas, devido a sua relevância na trajetória de Gerda Alexander: o contato com a dança moderna alemã e as redes de conhecimento e apoio profissional entre mulheres. Em seguida, a dissertação apresenta uma reflexão sobre a multiplicidade da atuação profissional em Eutonia através do levantamento das parcerias da escola de Gerda Alexander em Copenhague no período de seu fechamento e a regulamentação profissional da Eutonia nos dias de hoje em diferentes países, incluindo as relações entre a Eutonia e a dança no Brasil. Como forma de ativismo histórico, feminista, artístico, transatlântico e transgeracional, este trabalho revela os primeiros trinta anos da trajetória de Gerda Alexander como uma mulher que desenvolveu suas pesquisas a partir de sua formação como artista da dança cruzando as fronteiras das disciplinas ao longo do século XX e deixando um legado de múltiplos campos de atuação profissional através da criação da Eutonia.

REFERÊNCIA - OLIVEIRA, D. Arte Cruzando Fronteiras: Gerda Alexander e a Multiplicidade da Atuação em Eutonia. Dissertação (Mestrado em Dança) - Escola de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2023.

(EM LÍNGUA PORTUGUESA)

image.png

A somatic congress in the 1950s? An overview of the First International Congress on Release of Tension and Re-Education of Functional Movement ("Um congresso somático nos anos 1950? - Um panorama do Primeiro Congresso Internacional da Liberação de Tensão e Reeducação do Movimento Funcional")

RESUMO - Este artigo apresenta um panorama do Primeiro Congresso Internacional sobre Liberação de Tensão e Reeducação do Movimento Funcional, realizado em Copenhague em 1959. Reconhecendo seus interesses comuns no campo emergente dos estudos psicossomáticos, o congresso reuniu criadores de práticas somáticas, alguns de seus alunos e profissionais com formação médica, artística e pedagógica para compartilhar informações teóricas e aulas práticas, além de promover colaborações entre colegas. Neste artigo, apresento informações históricas na forma de uma narrativa ficcional em primeira pessoa, baseada em evidências factuais e descrições de participantes, a fim de oferecer uma experiência imersiva do evento, reconhecendo-o como o primeiro esforço coletivo para as Somáticas como um campo no início da década de 1950.

REFERÊNCIA - Oliveira, Débora (2023), ‘A somatic congress in the 1950s? An overview of the First International Congress on Release of Tension and Re-education of Functional Movement’, Journal of Dance & Somatic Practices, 15:2, pp. 171–82, https://doi.org/10.1386/jdsp_00109_1

(EM LÍNGUA INGLESA)

image.png

Entre palcos, ruas e hospitais: a transdisciplinaridade radical de Gerda Alexander na criação da Eutonia

Este artigo integra os anais do 7º Encontro Nacional de Pesquisadores em Dança da ANDA - Associação Nacional de Pesquisadores em Dança, sobre a transdisciplinaridade da atuação profissional de Gerda Alexander na criação da Eutonia.

REFERÊNCIA - OLIVEIRA, Débora Lopes; TOURINHO. Lígia Losada; DUARTE, Carolina Natal. Entre palcos, ruas e hospitais: a transdisciplinaridade radical de Gerda Alexander na criação da Eutonia. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES EM DANÇA, 7, 2022, edição virtual. Anais eletrônicos [...]. Salvador: Associação Nacional de Pesquisadores em Dança – Editora ANDA, 2022. p. 2323-2336.

(EM LÍNGUA PORTUGUESA)

image.png

Descobrindo caminhos – Reflexões entre arte, movimento corporal e neurodiversidades
+
Estimulando o nervo vago - Partes I e II

Material sobre relações entre arte e neurodiversidades para redes sociais do Instituto Inclua. O primeiro tema foi a estimulação do nervo vago, para o qual foi produzido texto e material imagético, incluindo assuntos como autocuidado e dores crônicas. São Sebastião do Paraíso/MG, 2020.

(EM LÍNGUA PORTUGUESA)

image.png

"here", "now" e "eat" (em português: "aqui", "agora e "comer")

Trilogia de textos escrita em residência artística no Ponderosa Movement & Discovery, com reflexões sobre "ser no mundo" ("dasein") a partir da experiência de ter a Eutonia e o Contato Improvisação como práticas cotidianas neste contexto. O material foi distribuído pelos espaços comuns do centro de dança ao longo do segundo semestre de 2019. Lunow-Stolzenhagen (ALE), 2019.

(EM LÍNGUA INGLESA)

image.png

Um caminho de descoberta do corpo - Teoria da Eutonia

Monografia escrita como parte da formação profissional em Eutonia pelo Instituto Brasileiro de Eutonia. Nela são analisados os assuntos abordados pela formação em Eutonia integrando os aspectos teóricos e vivenciais. O texto foi escrito em formato digital, em página interativa online. Orientação: Ma. Maria Thereza Feitosa. São Paulo, 2018.

(EM LÍNGUA PORTUGUESA)

image.png
pibic.jpg

Autopercepção: Um meio de aquisição de conhecimento

RESUMO - Esta Iniciação Científica tem como objeto os estudos sobre a percepção relacionados ao trabalho da Eutonia. Os processos envolvidos na percepção humana são estudados sob diferentes pontos de vista, e nesta Iniciação há o interesse em algumas proposições das ciências cognitivas, sobretudo, as relacionadas à filosofia da mente, tratando-se de teorias que não reafirmem a dualidade corpo e mente, tão obsoleta nos estudos contemporâneos. Essa abordagem é necessária e urgente nas pesquisas sobre o corpo em suas relações com o ambiente, seja nas artes, na medicina, na psicologia, etc. Se faz necessário aproximar esse estudo do trabalho de Gerda Alexander, a Eutonia, visto que este trabalho está em constante desenvolvimento e atualização. A partir da bibliografia levantada, sobretudo, no entendimento de Alva Noe de percepção como ação; das conversas entre orientador e orientando; e, das entrevistas feitas com alunos e uma professora de Eutonia, foi possível perceber que compreender os processos da percepção podem auxiliar nas ações didático/pedagógicas implementadas pela Eutonia, bem como, em outras abordagens corporais que enfatizem a percepção através de estratégias que favoreçam o desenvolvimento da habilidade de sermos seres autoconscientes, uma capacidade imprescindível quando o assunto é o corpo em movimento. 

REFERÊNCIA - OLIVEIRA, D. Autopercepção: Um meio de aquisição de conhecimento. Iniciação Científica (Graduação em Comunicação das Artes do Corpo - Dança) - Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2013.

(EM LÍNGUA PORTUGUESA)

image.png

Entrevista com Juliana Moraes

Entrevista com a dançarina e coreógrafa Juliana Moraes (BRA) sobre sua formação em Dança entre a UNICAMP e o Trinity Laban Conservatoire of Music and Dance (UK), seu trabalho com a Companhia Perdida e o conceito de sensorimemórias criado em seu último trabalho. Entregue como parte da disciplina de História do Corpo na Dança II, com a professora Dra. Christine Greiner, no curso de Comunicação das Artes do Corpo da PUC/SP em 2011.

(EM LÍNGUA PORTUGUESA)

Débora Oliveira Online 2024

Todos os direitos reservados

bottom of page