Eutonia

O que é Eutonia?

Reconhecida pela Organização Mundial da Saúde em 1987, a Eutonia é uma prática somática (ou método psicofísico) que promove a regulação, igualação e modulação do tônus neuromuscular. 

gallery_5.jpg

O                                      é o grau de ativação elétrica permanente entre o sistema nervoso e os músculos em todo o corpo. 

Antes das tecnologias de mapeamento neurológico, a medicina considerava o tônus uma função involuntária, de regulação inconsciente. Com as pesquisas de Ragnar Granit e Koda (Noruega, 1946), PhD. Sten Grillner (Suécia, 1977), Dr. Barry Wyke (Inglaterra, 1977), entre outros, a capacidade de influência voluntária do sujeito sobre o tônus foi descoberta e comprovada cientificamente. Os aspectos emocionais e relacionais do tônus foram revelados principalmente nas pesquisas de Henri Wallon (França, 1957).

tônus

A criação da Eutonia

A Eutonia foi criada por Gerda Alexander (Wikipedia) e conceituada com ajuda do Dr. Alfred Bartussek nos anos 1950. Uniram os radicais "eu" = "bom" e "tonia" = "tônus" em oposição ao conceito de "distonia". Desde o profundo relaxamento à atividade intensa, a Eutonia significa o "bom tônus" para a situação.

O método promove a regulação (reintegração de grupos isolados de músculos ao comando geral), a igualação (dissolução de fixações de uma ou mais fibras musculares dentro de um músculo) e a modulação do tônus (adaptação à situação motora). As sessões têm caráter terapêutico e pedagógico, isto é, cada pessoa é convidada a integrar os princípios de acordo com seus interesses, promovendo benefícios como o relaxamento, a organização postural e o movimento na vida cotidiana.

20190627_165142.jpg
logo-eutonie.png
IMG_3918.jpeg
Flag_of_WHO.svg.png

Aplicações 

O trabalho sobre o tônus colabora como terapia complementar/integrativa a diferentes condições e limitações neuromotoras, com destaque às distonias locais e globais (Hipotonia, Hipertonia Elástica ou EspasticidadeHipertonia Plástica ou Rigidez), e colabora com processos de:

- Alterações no controle motor

- Alterações de equilíbrio

- Déficit de controle postural

- Distúrbios neurovegetativos

- Processos psicossomáticos, como insônia, depressão, stress ("burnout"), etc.

- Tensões crônicas ou contraturas

- Desconfortos cardiorrespiratórios,

- Fibromialgia, entre outros.

A flexibilização do tônus é também uma habilidade que capacita atletas, músicos, atores, dançarinos, modelos, palestrantes, entre outros profissionais em sua comunicação, visto que a participação do tônus se manifesta em diferentes qualidades expressivas.

As sessões são feitas através de toque ou orientação verbal, são adaptadas à idade e às limitações psicofísicas, e podem ser feitas individualmente ou em grupo.

IMG_7311.JPG
Débora Oliveira profile.jpg
18425085_1313777848658885_4958576202633357338_n_edited.jpg

Sobre Débora Oliveira

Eu trabalho como eutonista desde 2015, explorando os efeitos do trabalho sobre o tônus em diferentes contextos.  Ofereço workshops e sessões regulares em escolas, ONGs, projetos governamentais, estúdios, centros culturais, salas de atendimento privativas, online e com cavalos (incluindo equoterapia).

Ao longo dos anos, fui ficando curiosa pela vida e obra de Gerda Alexander. A partir dos anos 1930, ela começou a desenvolver a Eutonia através de seus estudos entre movimento e musicalidade, novas pedagogias e neurociências, e colaborou com diversos centros médicos, instituições pedagógicas e de formação artística numa atuação profissional transdisciplinar supreendente. Em 2019 recebi um financiamento coletivo ("crowdfunding") entre a comunidade de Eutonistas brasileiros para uma viagem de pesquisa in-loco entre a Alemanha e Dinamarca. Atualmente, pesquiso através do mestrado do Programa de Pós-Graduação em Dança da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPG-Dan/EEFD/UFRJ).

Formação

  • Mestranda pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 2021-presente

  • Equoterapeuta pela Associação Nacional de Equoterapia (ANDE-Brasil), 2021

  • Eutonista pelo Instituto Brasileiro de Eutonia (IBE), 2012-2015

Destaques

  • Pós-graduanda (lato sensu) em Neurociências Aplicadas a Reabilitação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (em breve)

  • Conferencista no VII Encontro Científico Nacional de Pesquisadores em Dança da Associação Nacional de Pesquisadores em Dança (ANDA) com a sessão "Entre palcos, ruas e hospitais: a transdisciplinaridade radical de Gerda Alexander na criação da Eutonia", online, 2022

  • Conferencista na BodyIQ 2021 da Somatische Akademie Berlin com a sessão "​Moving with Horses – Reflections on an Interspecies Somatic Experience" ("Movendo com cavalos – Reflexões sobre uma Experiência Somática Entre Espécies”), 2021

  • Idealizadora e integrante do Núcleo de Investigação Somática, grupo de pesquisa independente em práticas somáticas no Espaço Semente, São Paulo, 2017-2018

  • Artista-Orientadora pelo Programa Vocacional da Prefeitura de São Paulo, 2017

  • Bolsista com projeto de Iniciação Científica “Autopercepção - Uma maneira de adquirir conhecimento”, financiada pelo PIBIC-CEPE da PUC/SP, 2013-2014

318a16ffa47b75f33af563562a30dba8.gif
  • Instagram
My Post_edited_edited.png

I'll get in touch soon!